Ciclic

Planejamento de férias: 10 dicas para viajar com a família gastando pouco!

É possível encontrar lugares para viajar gastando pouco, basta um planejamento. Depois de muito trabalho, você merece se livrar do estresse, descansar e ainda economizar dinheiro para viajar.

Se a grana está curta, um planejamento de férias ajuda você a economizar dinheiro para viajar e aproveitar o seu destino sem se preocupar com os gastos. Para encontrar lugares para viajar gastando pouco, você precisa de tempo.

A boa notícia é que dificilmente é possível agendar as férias de uma hora para outra, então, você tem alguns meses para se programar financeiramente e se for o seu caso, resgatar algumas aplicações financeiras que tenha feito.

Veja como planejar e descubra onde passar férias com pouco dinheiro:

Marque a data

O primeiro passo é definir quando você gostaria de tirar as suas férias. Muitas vezes, as férias precisam ocorrer em determinada época ou você precisa sair em determinado dia por ser a melhor opção para aproveitar o destino.

Muita gente pensa em fugir das altas temporadas, o que não é errado. Mas, é totalmente possível encontrar lugares baratos para viajar em julho, por exemplo.

Não se apegue a isso, tenha em mente que agendar uma data para as férias, dará a você um prazo maior na organização do seu plano de viajar com a família gastando pouco.

Escolha o destino

A escolha do destino tem tudo a ver com a data das suas férias. Se você quer pegar uma praia, viajar na primavera ou no verão é a melhor opção.

O mesmo ocorre se quiser participar de um evento com data marcada. Além disso, confira qual é o período de alta temporada do seu destino e, se possível, evite viajar nessa época, pois tudo fica mais caro. A não ser que encontre opções de lugares baratos para viajar em julho. Falando de alta temporada, como citado anteriormente. Assim encontrará onde passar férias com pouco dinheiro e não precisará se preocupar com altas temporadas.

Defina os seus passeios

Conhecendo o seu destino, é possível saber quais são as atividades que gostaria de participar. Faça uma lista de tudo o que deseja fazer.

Uma praia, por exemplo, “funciona” todos os dias, mas um Museu ou um restaurante podem ter horários, e até mesmo épocas em que não abrem para o público.

E para viajar com a família gastando pouco, você pode investir em passeios gratuitos, caso encontre lugares mais baratos, terá grandes chances de haver também pacotes de passeios mais baratos.

Decida a acomodação

Você pode ficar em um hotel, em albergues, pousadas, alugar uma casa ou se hospedar na casa de um conhecido que more na cidade que você vai visitar.
Ainda não é preciso fechar a acomodação, mas é essencial ter uma ideia do local que gostaria de se hospedar de acordo com o seu perfil de viajante. Assim você filtra as opções e fica mais fácil encontrar lugares para viajar gastando pouco.

Por exemplo, se você procura lugares baratos para viajar em julho, pode preferir pagar menos e ter menos luxo em um quarto de hotel e se hospedar em albergues.

Procure os melhores transportes

Uma vez definido para aonde ir e o que fazer, você precisa pensar na melhor forma de se locomover até eles. Provavelmente, você precisará comprar passagens para chegar até a região que vai visitar.

Chegando ao seu destino, você pode alugar um carro, usar táxi, pegar o transporte público ou andar a pé. Para mudar de cidade, trens, ônibus ou carro serão necessários.

Faça um orçamento

Até aqui, você já tem uma boa ideia dos três itens mais caros da viagem: passeios, acomodação e transporte. Agora, é hora de pesquisar os preços de cada um para conseguir economizar dinheiro para viajar.

Procure na internet o custo de cada um deles. Não é preciso saber exatamente o valor, mas ter uma noção do quanto será necessário para ter o seu merecido descanso é essencial para o seu planejamento de férias.

Pesquise também formas de economizar. Museus, por exemplo, costumam ter um dia de visitação gratuito. Já algumas companhias aéreas não cobram para despachar até uma mala. Descubra até onde é possível poupar!

Confira as suas finanças

Essa é a parte mais importante do seu planejamento de férias, afinal, se você não tiver o valor necessário para a viagem, não poderá viajar ou irá acumular muitas dívidas!

Primeiro, confirme quanto de dinheiro você tem na conta-corrente e como está a sua situação no cartão de crédito. Pesquise e entenda qual melhor seguro viagem para você.

Eles serão suficientes para arcar com os custos do seu orçamento? Dependendo do custo total da viagem, esse pode ser o momento de resgatar o seu plano de previdência privada (se o prazo já tiver sido cumprido) ou qualquer outro investimento que você tenha realizado nos últimos anos.

Se você precisar de uma grana a mais para realizar a viagem, pense em formas alternativas de ganhar dinheiro, como vender bolos de pote no trabalho ou vender aquele violão que você nunca aprendeu a tocar.

Faça o roteiro

Agora que você já resolveu o “grosso” da sua viagem, chegou o momento de se preocupar com os detalhes.

Procure organizar o seu roteiro por dia de viagem, considerando o local de partida e destino, o meio de locomoção, a alimentação e possíveis custos de ingressos ou custos extras, como compras e lanchinhos.

Calcule quanto será o seu custo médio por dia, assim, você saberá como se programar para levar o dinheiro necessário. Não esquecendo também de contratar um seguro viagem internacional, se for o caso.

Comece a fechar tudo

O ideal é pagar tudo à vista e evitar os pagamentos parcelados ou tentar quitar a última parcela antes da data da viagem.

Faça isso com antecedência e, de preferência, comece com os itens mais caros (que podem precisar de parcelamento) e finalize com os mais baratos. Não deixe de procurar ofertas, promoções e oportunidades para economizar!

Talvez você não consiga pagar tudo com antecedência, então, separe o dinheiro equivalente ao custo médio diário que você calculou antes para gastar quando chegar no destino.

Troque o dinheiro

Para destinos internacionais, na maioria das vezes, é um bom negócio levar dólar ou a moeda local para gastar lá.

Compre uma parte da moeda ainda no Brasil. Como o dólar está alto, acompanhe as cotações das corretoras e casas de câmbio e faça isso aos poucos, assim você poderá ter vantagens. A outra parte pode ser trocada no país de destino.

Seguindo essas dicas, com certeza as suas próximas férias serão incríveis e, o mais importante, sem dívidas!